Sat 19-08-2017 14:43 PM

Relatório: Arábia Saudita termina as preparações para receber a temporada de peregrinação mais grande na sua história

 

Meca, 19 de Agosto, WAM

O Reino de Arábia Saudita terminou as preparações para receber a temporada de peregrinação mais grande na sua história este ano, depois do decreto do Rei Salman Al Saúd a acrescentar o número de peregrinos com 800 mil de fora e dentro do Reino, com a abodagem às finalizações das obras de amplificação das duas Grandes Mesquitas para poder receber a 2.6 milhões de peregrinos.

O Reino receeu o ano passado a 1.862.000 de peregrinos, 1.325.000 estrangeiros e mais de 537 do interior mais a grande maioria deles são dos residentes não sauditas.

O aumento vai depois da declaração do Ministério de Peregrinação num relatório oficial que o Reino recebeu este ano na peregrinação menor quase 7 milhões de peregrinos.

Alías, os aparelhos e setores governamentais relacionadas ao trabalho na peregrinação terminaram as preparações para receber aos anfitriões de Alá, e assim tem posto uns planos para ofrecer todos os serviços a eles, pelas afirmações do Príncipe Khaled Al Faisal, Conselheiro do Rei, Governador da Meca e Presidente da Comissão Central de Peregrinação, que explicou que Arábia, com todas as suas instituções, utilizam todas as ferramentas que tem para servir aos peregrinos.

O Minístro de Peregrinação, doutor Muhammed Saleh Ben Taher Benten, disse que o plano desta temporada o leva mais de 95 mil empregados, e foram aplicadas uns programas para facilitar os passos da peregrinação usando tecnologias mais modernas, além de trabalhar para melhorar as habilidades dos trabalhadores no serviço do campo para garantir os melhores serviços aos peregrinos, através de programas de treinamento eficazes além da coordenação com todos os orgãos e instituções para unificar os esforços ao serviço dos peregrinos.

Alías, as tendas de algodão foram substituidas por outras modernas e amplias que podem amortecer o calor do verão porque contém também ar condicionador de alta eficacia em lugar dos ar condicionadores antiguos utilizadas antes. Na mesma linha, o Ministério criou uma aplicação eletrónica do transporte que admite seguir o itinerário dos ônibuses durante os ritos.

E conforme as afirmações do Secretário do Ministério para Transportes, Sahl Sabban, a aplicação admite seguir a atuação dos ônibuses e os horários de partida e chegada de todas as posições que passam durante os ritos, adicionando que também vai haver amplificações no espaço dedicado ao alojamento em Muzdalefah, além de construir pontes para separar o movimento dos ônibuses da gente que vai andadno, algo que facilitará o seu movimento de transporte.

E com a finalidade de ofrercer os grados mais altos possíveis da segurança para os peregrinos, foram militadas na zona mais de 17 mil pessoas da guardia cívil, apoiadas por mais de 3 mil veículo moderno. Todas estas equipas tiveram treinamento genérico para se adaptar as mudanças e novedads que podem passar. Além disse, o líder da guardia cívil, Marechal Hammad Al Mubaddal, disse que o plano do seu orgão vai funcionar em cooperação com mais de 32 instituções governamentais e consultivas.

Al Mubaddal observou também adicionar algumas técnicas nos mapas digitais da zona de ritos para assistir enseguida às novedades e mudanças que tem lugar na zona, adicionando que não é a primeira vez em usar as aplicações inteligentes para detectar os pontos de acidentes e alcançâ-las, e para a vigilância de mais de 3 mil locais e correr a essas em casos de emergência o mais cedo possível.

Da sua parte, o Marechal aviário Muhammed Harbi, líder geral da Aviação de Segurança que o seu plano inclui ofrecer o apoio logístico aos setores governamentais e de segurança, assim como exercitar as missões humanitarias e de deslocamento médico que levam 16 helicópteros modernos e de multitarefas, equipados com personal de direção, técnico e administrativo bem formado, e que operarão através da base da Aviação de Segurança na Meca e a outra alternativa nas zonas, além da base similar em Medina, mencionando que todos os helicópteros no Reino estão num alto grado de preparação para intervir e ofrecer ajuda em qualquer momento.

E enquanto às obras na Mesquita da Meca e da Medina, o plano de adminisração é levado por 10 empregados fixos e ocasionais, junto às equioas de limpeza, reparações e operações.

.

Os responsáveis da segurança, entre oficiais e soldados, serão distribuidos dentro da Mesquita, e serão aplicados os planos de destribução de grupos no momento chegar a estar cheia a Mesquita, entãn o resto de peregrinos serão mandados aos andares mais altos e ao telhado, e a continuação aos andares baixos e a zona do Rei Abdalá. Além disse, toda a Mesquita será monitorada por cámaras e outros aparelhos técnicos 24 horas.

 

O governador da Provincia Sagrada, doutor Osama Al Bar, disse que as 10 estações de polícia e  os 27 centros de serviços ao redor das zonas sagradas são distribuidas para a cobertura toda a zona e equipada com todas as ferramentas necessárias de aparelhos e veículos, além de 23 mil pessoas para levar os seus planos em todas as apariências, mencionando que os trabalhadores no setor de limpeza  aumentaram a ser 13 mil na Meca e toda a zona, equipadas com todas as ferramentas para enfrentar a qualquer caso de emergência como chuvas, fogos ou qualque tipo de apoio que precisa.

No setor sanitário, o Minístro de Sanidade, doutor Taufique Al Rabia, disse que foram criados vários projetos que incluiu desenvolver a infraestrutura e os centros médicos nos hospitais das zonas sagradas, assim como preparar 4 mil camas nos hospitais da capital sagrada dedicada à acomodação, a vigilância intensiva e as emergências, também equipar 128 centros médicos fixos e ocasionais e 39 equipa médica de campo, além da Caravana Médica do Rei que contem 45 ônibuses para levar aos peregrinos enfermos entre as zonas sagradas e facilitar-lhes seguir os ritos, e por último há 100 pequenos carros de ambulância nas zonas dos ritos.

Enquanto ao Crescente Vermelho Saudi, este equipou 1245 centros fixos e ocasionais, e carros com mais de 10 paramédicos e voluntários distribuidos pela Meca para ajodar aos necessitados, e também foram equipadas 3 aviões ambulância.

E para a concienciação dos peregrinos, o Ministério tem feito um plano para distribuir milhões de panfletos de instruções, discos e filmes em 32 idiomas.

WAM-Rayd-Emad Al Ali 

 

http://wam.ae/ar/details/1395302628164

 


Link